Receba as novidades do setor

Seu nome

Seu e-mail

Planejamento do plantio

“Antes de abrir os sulcos e enterrar as mudas deve-se fazer um bom planejamento do plantio para que se tenha sucesso durante todo o ciclo do canavial.”

O plantio é considerado uma das etapas mais importantes de todo o processo de produção de cana. Partindo deste ponto, é fundamental que se faça um bom planejamento antes de iniciar a operação. Depois de implantado o canavial, este permanecerá produzindo por cinco safras, em média, até que se possa reformá-lo. Além disso, a eficiência do plantio irá determinar o número de soqueiras que serão colhidas.

Dessa forma, é muito importante que o produtor conheça bem o ambiente edafoclimático ou ambiente de produção de sua propriedade, sendo este um fator que influencia muito no potencial produtivo de cada variedade. O ambiente de produção é a interação entre solo, planta e clima e está classificado em cinco grupos: ambientes A, B, C, D, e E, partindo dos mais favoráveis para os desfavoráveis.

Para saber quais ambientes de produção possui na propriedade é necessário que, em primeiro lugar, o produtor realize a classificação dos solos, o que exige bastante conhecimento técnico. Outro aspecto importante é o clima, e como há pouca variação numa mesma propriedade, pode-se tomar por base o clima regional.

O próximo passo é a escolha da variedade, pois há uma vasta diversidade de materiais ofertados pelas entidades de melhoramento genético de cana-de-açúcar, e cada variedade expressa seu potencial produtivo em um ambiente de produção específico. Há variedades rústicas, que produzem melhor em ambientes desfavoráveis do que em ambientes mais favoráveis e vice versa, além de variedades intermediárias.

O plantio deve ser planejado de forma conjunta às operações de colheita e manutenção do canavial e não de forma isolada, como ocorre em diversas regiões. Portanto, para maior produtividade e longevidade das soqueiras, recomenda-se:

  • Realizar o manejo e a conservação do solo que evite erosões;
  • Realizar a sistematização do local – nivelamento do terreno, acabamento dos terraços, definição de carreadores, comprimento e largura dos talhões, tiro de colheita, planejamento da sulcação, etc., adotando medidas estratégicas que minimizam o número de manobras do maquinário sobre as soqueiras durante a colheita mecanizada,
  • Utilizar mudas novas, de sete a dez meses, de alto perfilhamento e livre de doenças e pragas.

Qualiplant: plantio com qualidade

“Monitorar a operação de plantio é importante para garantir a qualidade”

Realizar o monitoramento durante a operação do plantio é muito importante para garantir a qualidade do processo. Para isso, é ideal que se tenha um auditor da qualidade para avaliações das etapas do plantio. A Socicana oferece o suporte necessário ao produtor, através do programa Qualiplant, que conta com técnicos capacitados, que acompanham o processo de plantio e realizam as avaliações da qualidade.

Os principais aspectos avaliados durante o plantio são o paralelismo e profundidade dos sulcos, o número de gemas viáveis e inviáveis por metro linear, falha de distribuição de mudas dentro dos sulcos, altura de cobrição das mudas, etc. Além desses aspectos, também é feita a verificação da muda quanro à sanidade e qualidade de toletes.

É importante que se faça a regulagem e calibração dos equipamentos utilizados para o plantio, em especial, os aplicadores de inseticidas e fungicidas usados na cobrição. A regulagem e a calibração também podem ser feitas pelos técnicos da Socicana.

Luiz Figueiredo