Receba as novidades do setor

Seu nome

Seu e-mail

Socicana intensifica campanhas de Segurança Rural e Prevenção de Incêndio

A Socicana organizou uma reunião entre técnicos e associados, no dia 30 de julho, em Guariba, para apresentar suas iniciativas em relação a um tema que tem atraído grande atenção: a segurança rural. O encontro foi aberto pelo presidente da Associação, Bruno Rangel Geraldo Martins. “Há um bom tempo temos feito reuniões com lideranças políticas, com a polícia e com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, para ações mais incisivas no combate ao crime nas áreas rurais. A Socicana não está poupando esforços para que a proteção nas propriedades seja fortalecida”, comentou Bruno.

Na sequência, o comandante do 2º Pelotão de Polícia Militar de Guariba, tenente Reginaldo Dias da Silva, acompanhado do subcomandante, sargento José Augusto Salviano Júnior, falou sobre comportamento seguro, com base na cartilha “Campanha Segurança Rural”, produzida pela Socicana com informações coletadas junto à Polícia Militar.

“O criminoso age à sombra da sociedade, e isto nos dá uma dica: iluminem as suas propriedades. Uma propriedade bem iluminada afugenta os criminosos. Outra ação é a limpeza dos arbustos em volta da casa, deixando-a visível. Arbustos preservam a intimidade, mas atrapalham a visibilidade de vizinhos que podem prestar socorro chamando a polícia”, argumentou o tenente Dias.

Segundo ele, a exposição em redes sociais, não só da vida do agricultor, mas até mesmo na venda de um produto, como por exemplo, um maquinário, pode facilitar a ação dos criminosos. “Fotos, principalmente, devem ser evitadas. Na identificação da propriedade também não deve constar o nome do proprietário. Além disso, vale investir em controle do acesso, bem como monitoramento com câmeras. No caso de caçadores ou pescadores e pessoas estranhas que insistam em permanecer na propriedade, a Polícia Ambiental deve ser acionada”, sugeriu, lembrando que a Polícia Militar não orienta os agricultores a fazerem sua autodefesa com armas. “Não vale a pena reagir. Chamem a polícia, que tem preparo para lidar com a situação”, disse.

Ações organizadas

O superintendente da Socicana, Rafael Bordonal Kalaki, apresentou as ações já promovidas pela Socicana. Como exemplo, parceria com empresas de segurança privada (rastreadores e seguros), produção de cartilha com esclarecimentos, palestras e eventos com sindicatos rurais e polícia para orientar produtores, uma série de artigos sobre segurança no campo, reuniões com autoridades e políticos, além de reuniões com a Secretaria de Segurança Pública e criação de Comitê de Segurança composto por colaboradores e associados da Socicana . “Pela sua relevância, estamos tratando o tema com muita atenção, não medindo esforços para proporcionar mais segurança aos associados. Já tivemos muitas ações e vamos continuar o trabalho, principalmente com indicações aos produtores e busca de parcerias. Também precisamos que nossos associados nos auxiliem na conscientização seus vizinhos e, quando solicitado, forneçam informações à Socicana. Isto ajuda muito a criar um sistema de inteligência a favor do produtor e permite mais agilidade à polícia, no caso de uma ocorrência”, afirma o superintendente.

As empresas de rastreamento que oferecem benefícios ao produtor são a Rastremais e a Control Risk, que esteve com um representante na reunião. Carlos Roberto Marques falou dos produtos disponíveis e Rafael lembrou que ambas as empresas ofereceram uma condição exclusiva para associados, com 30% de desconto sobre o valor de mercado. Eduardo Braz, do Sicoob Coopecredi, fez uma breve apresentação sobre o suporte da Cooperativa ao produtor, e Weverton Anício, da Mapfre Seguros, apresentou os produtos da seguradora, para a cobertura principalmente de maquinário.

Control Risk
(16)3605-1979
(16)97401-0009

Rastremais
(16) 99740-8242
(16) 3251-8847

O produtor Cláudio Malzoni Filho destacou o clima de insegurança, e o presidente da Socicana encerrou a primeira etapa da reunião reforçando o empenho da Associação. “Levamos para o secretário de Segurança Pública o fato de estarmos nos sentindo  desprotegidos. Está sendo estudado um plano grande, com parcerias entre prefeituras, Polícias Civil e Militar e Secretaria de Segurança Pública, para reverter o quadro de insegurança que nos afeta”, concluiu Bruno.

Prevenção de incêndios

A segunda parte da reunião foi dirigida pela advogada da Socicana, Dra. Marta Maria Gomes dos Santos, que falou sobre a importância de manter os aceiros limpos. O objetivo da Socicana é incentivar a prevenção, preservar o meio ambiente e evitar os riscos de incêndios. Neste sentido, foi distribuída a cartilha lançada no ano passado, com os 14 critérios estabelecidos pela Coordenadoria de Fiscalização Ambiental (Portaria CFA-16, anexo A), que determina o nexo causal pela omissão nas ocorrências de incêndios em canaviais de autoria desconhecida. A advogada falou sobre o Plano de Apoio Mútuo (PAM) e listou as usinas que fazem parte do sistema, incentivando a participação dos produtores.

A produtora Benedita Aparecida Cambuí Contarin revelou que espera maior participação dos produtores em uma inciativa de tamanha importância. “A reunião foi muito interessante. Os alertas sobre segurança e prevenção de incêndios foram muito importantes. O produtor precisa participar mais, ajudar a Socicana a nos ajudar”, disse Benedita.

Paula Bellodi Santana também parabenizou a Socicana pela iniciativa e convocou os produtores para uma participação mais ativa. “Encontros como este são imprescindíveis. Foram abordados os dois temas que mais têm nos preocupado ultimamente: a segurança e os incêndios. Ambas as cartilhas são super úteis e serão repassadas aos nossos colaboradores”, comentou Paula.